Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
topo.jpg

Corpus Christi em Pirenópolis

Atualizado em 19/11/14 09:21.

CORPUS CHRISTI EM PIRENÓPOLIS
 
 

A Festa de “Corpus Christi” é uma celebração em que a Igreja Católica comemora o Santíssimo Sacramento da Eucaristia, sendo o único dia do ano em que o Santíssimo Sacramento sai em procissão pelas ruas das cidades.

A Festa de Corpus Christi  surgiu no séc. XIII. Conta a história que, quando o padre Pedro de Praga, da Boêmia, celebrou uma Missa na cripta de Santa Cristina, em Bolsena, Itália, ocorreu um milagre eucarístico: da hóstia consagrada começaram a verter gotas de sangue sobre o corporal após a consagração, em virtude da dúvida que o padre teria da presença real de Cristo na Eucaristia.  

O Papa Urbano IV (1262-1264) aprovou a Bula “Transiturus de mundo”, na qual  prescreveu que, na 5ª feira após a oitava de Pentecostes, fosse oficialmente celebrada a festa em honra do Corpo do Senhor, mas antes disso, em 1247, realizou-se a primeira procissão eucarística pelas ruas de Liège – Bélgica.

Em Pirenópolis, as comemorações de Corpus Christi são muitas e se iniciam na noite de quarta-feira, se estendendo durante toda a madrugada, quando a comunidade se reúne para elaborar um tapete confeccionado com serragem, folhas e flores no trajeto pelo qual a procissão passa ao alvorecer. Esta ornamentação acontece desde a década de 1980.

Após a procissão acontece a descida do mastro do Divino Espírito Santo, uma cerimônia que tem lugar na frente da Igreja Matriz.

Pela tarde acontece, na Vila Matutina, um bairro novo, o início das festividades de representação das Cavalhadinhas Mirins, que já estão na vigésima edição e são a apresentação das Cavalhadas feitas por crianças utilizando cavalos de pau no lugar dos animais. Atualmente todas as celebrações da Festa do Divino possuem versões infantis naquele bairro.

Ainda pela tarde os mascarados ganham as ruas da cidade, não são tantos quanto nos dias de Cavalhadas, mas circulam alegrando as pessoas.

               No início da noite acontece a transferência da Coroa do Divino, que ainda se encontra na residência do Imperador de 2009 – Marcus de Siqueira – para o Imperador sorteado no Domingo de Pentecostes - Raimundo Nonato -  realizador da festa de 2010. Reza a tradição que um cortejo iniciado na casa do Imperador atual, acompanhado pela Banda de Música Phoenix e pela população, siga em direção à residência do Imperador do próximo ano para uma farta distribuição de “doces”, acompanhada de muitos fogos numa demonstração de como será a festa.

As imagens que compõem este álbum foram registradas em 2009 por João Guilherme.

 
Texto
João Guilherme da T. Curado
Tereza Caroline Lobo
 
Fonte

CURADO, João Guilherme da T. As alterações ocorridas na paisagem por onde passam as procissões de Pirenópolis – Goiás: 1920 a 2005. Goiânia, IESA/UFG, 2006. 191p. (Mestrado em Geografia).

http://www.cancaonova.com/portal/canais/eventos/novoeventos/cobertura.php?tit=A+festa+de+Corpus+Christi&cod=100&sob=430

 

É permitida a cópia de fotos, desde que seja citada sua fonte, atribuindo os créditos ao devido autor do álbum.

 

Tapete elaborado com folhas, flores e serragem

O tapete se estende pela Rua Direita

As casas também são ornamentadas...

...para homenagear a Procissão

O trajeto da Procissão pela Rua Direita

O Cruzeiro ornamentado na Rua Nova

No Cruzeiro é realizada uma das paradas da Procissão

A Rua Direita fica interditada durante o dia

Após a Procissão o Mastro na porta da Matriz

A descida do mastro é realizada pela Família Barbosa

Após oração a descida é iniciada

A descida exige cuidados

A descida do Mastro é uma cerimônia ritual pouco acompanhada

O Mastro na altura da torre leste da Matriz

O Imperador de 2010 acompanhando a descida do Mastro

Mascarados pelas ruas da cidade

Mascarados em Corpus Christi

 

Listar Todas Voltar